Novo prazo do Brexit depende de argumento do Reino Unido, diz UE

Michel Barnier, negociador-chefe da União Europeia para o Brexit. Foto: Lukasz Kobus/ União Europeia

São Paulo – O negociador-chefe da União Europeia (UE) para o Brexit, Michel Barnier, disse que a duração de uma eventual extensão do prazo da saída britânica do bloco europeu depende dos motivos apresentados pelo Reino Unido para fazer o pedido.

Em coletiva de imprensa após uma reunião sobre o Artigo 50, Barnier disse que não iria se aprofundar sobre a possível duração do pedido, bem como sobre os prós e contras de uma extensão, pois isso cabe aos líderes dos países membros da UE, que vão se reunir amanhã para falar sobre o Brexit.

“Esta extensão tem que servir a um propósito”, disse ele. “A duração da extensão tem que estar em linha, em qualquer caso, com o propósito”, afirmou Barnier, reiterando que o objetivo é alcançar uma saída ordenada. “Uma saída sem acordo nunca será uma decisão da UE. Estamos trabalhando por um acordo”, disse.

O negociador europeu reiterou que o Reino Unido pode parar o processo de Brexit, se quiser, e a Câmara dos Comuns pode evitar uma saída sem acordo aprovando o pacto fechado entre Londres e Bruxelas. Ele repetiu que tal pacto não será renegociado. Sem a aprovação do acordo no Parlamento, o Reino Unido deve deixar a UE na próxima sexta-feira, dia 12 de abril.

Barnier disse ainda que as conversas que estão sendo realizadas entre a primeira-ministra Theresa May e líderes da oposição representam um elemento novo. “A expectativa é que este diálogo entre partidos seja concluído com resultados positivos”, disse. “O pedido que esperamos do Reino Unido é resultado das conversas entre partidos”.

Por fim, ele disse que a declaração política pode ser melhorada, com ambições sobre a relação comercial futura, como um tratado de livre comércio. Ele disse que membros da oposição britânica e empresas do país já manifestaram apoio a uma união aduaneira. “Estamos prontos para aceitar se oferecido pelas autoridades do Reino Unido”, desde que os princípios da UE sejam respeitados, concluiu.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com