“Ninguém é obrigado a continuar como ministro”, diz Bolsonaro sobre Guedes

Por Álvaro Viana

Brasília – O presidente da República, Jair Bolsonaro, comentou sobre uma fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista à “Veja”, na qual Guedes afirmou que renunciaria e pegaria um avião para morar “lá fora” caso percebesse que o presidente não gostaria da reforma. “Ninguém é obrigado a continuar como ministro meu. Logicamente ele está vendo uma catástrofe, eu concordo com ele. Se nós não aprovarmos algo realmente muito próximo ao que enviamos no parlamento”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro, assiste à apresentação da 2ª Fase da Campanha Publicitária da Nova Previdência. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil )

Em visita ao Nordeste, região em que o presidente tem sua pior avaliação, Bolsonaro destinou sua fala à importância do apoio dos Estados e municípios do país no apoio ao texto.

“Temos desafio pela frente, e não é meu. É também dos senhores, governadores e prefeitos. Independente da questão partidária, é a reforma sem a qual não podemos sonhar em botar em prática parte do que nós estamos acertando aqui nesse momento”

A reforma da Previdência está em fase de análise em comissão especial na Câmara dos Deputados. A estimativa do governo é que o texto chegue a plenário ainda em junho para votação. Mais cedo, o líder do governo, Major Vítor Hugo (PSL-GO) disse à Agência CMA que considera positiva a tramitação paralela da reforma da Previdência com a reforma tributária, aprovada esta semana pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com