Negociar com Estados Unidos significa se render a eles, diz Khamenei

Por Carolina Pulice

São Paulo – O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, afirmou que negociar com os Estados Unidos significa aceitar o que eles querem, e que o país não respeita os direitos humanos.

“As negociações são sua maneira de fazer o que eles querem. Você segura uma arma e o outro lado não pode sequer se aproximar: então eles dizem ‘abaixe a arma para que eu possa te ferir’. É isso o que eles querem dizer com negociar”, disse pelo Twitter.

Em outro comentário, Khamenei afirmou que os Estados Unidos não respeitam os direitos humanos, citando ataques contra grupos aliados no Iêmen. “Se você se rende a eles, você está acabado. E se você não aceita, eles vão continuar perturbando com desculpas sobre direitos humanos. Os direitos humanos norte-americanos! Eles atiram contra 300 pessoas, ajudam os sauditas a bombardear os iemenitas em bazares, celebrações e hospitais”, disse, em referência ao apoio norte-americano aos sauditas no combate contra o grupo houthis, que atuam na guerra civil do Iêmen, e que tem apoio iraniano.

A troca de críticas e acusações entre o líder supremo do Irã e o governo dos Estados Unidos aumentou nas últimas semanas, após o Irã ter derrubado um drone norte-americano que voava em território internacional próximo ao Estreito de Ormuz, e após o governo dos Estados Unidos ter imposto sanções retaliatórias contra Khamenei e oficiais do governo iraniano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com