Negociação por Estados na Previdência avançou, diz governador do Piauí

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), disse que houve avanços importantes na negociação para que governadores apoiem a reforma da Previdência e para que sejam incluídos os regimes previdenciários estaduais e municipais na reforma que está em discussão na Câmara dos Deputados.

Foto: Pedro França/Agência Senado

Ele disse que o texto da reforma da Previdência que chegou ao Congresso
Nacional “não tinha o apoio de muitos dos governadores, não tinha apoio de diferentes partidos”, e que a partir disso abriu-se uma frente de combate a alguns dispositivos que estavam gerando discórdia – nomeadamente, as mudanças na aposentadoria rural, no BPC, o sistema de capitalização e a desconstitucionalização de alguns dispositivos previdenciários.

Foram feitas alterações nestes pontos e em outros adicionais – tratamento
diferenciado para mulheres, professores e policiais, segundo Dias – e restou o problema de prever uma solução para cobrir os déficits nos orçamentos dos Estados.

“Nesse aspecto quero reconhecer que tivemos importantes avanços com
propostas destas receitas novas. Qual é o ponto então? É exatamente o que queremos agora aguardar. Decisão dos líderes. Vão ter que tomar uma decisão. Aceitam ou não incluir estados e municípios, junto com União e setor privado, na reforma? O que posso afirmar categoricamente é que essa é a decisão que vamos aguardar para agora à tarde”, afirmou Dias.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com