Mudar embaixada em Israel não é tão simples, diz Bolsonaro

Jair Bolsonaro Benjamin Netanyahu
O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante declaração conjunta em Jerusalém. (Foto: Alan Santos/PR)

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro reconheceu que mudar a embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém não é simples e indicou que ainda vai conversar com chefes de estado de países árabes para tratar sobre essa possibilidade.

“Eu falei que ia me casar com a dona Maria, mas não falei quando”, disse ele em entrevista à rede de televisão Record a respeito da transferência da embaixada, que hoje fica em Tel Aviv. “Eu fiz uma promessa de campanha e obviamente eu vi depois a dificuldade. Não é uma coisa tão simples assim.”

Alterar a embaixada para Jerusalém é considerada uma decisão controversa porque a cidade faz parte de uma disputa entre israelenses e palestinos. Ambos consideram a cidade como sendo sua capital, e a mudança da embaixada poderia ser interpretada como um endosso brasileiro de que Jerusalém é capital apenas de Israel.

No fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que abriria uma representação comercial do Brasil em Jerusalém. A decisão foi criticada pela Autoridade Palestina, que condenou “nos mais fortes termos” a abertura de um escritório para negócios e disse considerar o anúncio “uma agressão direta contra nosso povo e seus direitos”.

Durante a entrevista concedida à Record, Bolsonaro disse que o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, queria que a embaixada fosse logo transferida para Jerusalém, mas que a questão será “colocada na mesa” durante visitas a países árabes que acontecerão no segundo semestre deste ano.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com