MPF reforça pedido de condenação de denunciados do Bradesco

02/02/2018 09:19:05

Por: Camila de Lira / Agência CMA

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

São Paulo  – O Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal reforçou o pedido de condenação de oito diretores do Bradesco – entre eles o atual diretor-executivo do banco, Luiz Carlos Angelotti, por crimes de corrupção ativa e passiva de grupo e ao pagamento de R$ 20 milhões por danos morais e coletivos.

O caso, investigado pela Polícia Federal (PF), no âmbito da operação Zelotes, indica que diretores do Bradesco atuaram de maneira corrupta junto a membros do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) em troca de ações favoráveis à instituição financeira.

O MPF pede a condenação do atual diretor-executivo do Bradesco, Luiz Carlos Angelotti, do vice-presidente do banco, Domingos Figueiredo de Abreu, de José Teruji Tamazato, intermediário entre o Bradesco e o Carf, de Mário Pagnozzi Júnior, outro intermediário, de Jorge Victor Rodrigues, de Jeferson Salazar, de Lutero Fernandes do Nascimento, ex-assessor do presidente do Carf e do auditor da Receita Federal Eduardo Cerqueira Leite.

Edição: Leandro Tavares (leandro.tavares@cma.com.br)

 

Deixar um comentário