Moeda virtual do Facebook, libra, será regulada por autoridades suíças

Foto: Divulgação

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O Facebook disse que a sua nova moeda digital, a libra, será regulada por autoridades financeiras da Suíça e não tem a intenção de concorrer com moedas nacionais, nem prejudicar o papel dos bancos centrais.

“O Facebook não oferecerá a moeda digital libra até que tenhamos resolvido completamente preocupações regulamentares e recebido as aprovações apropriadas”, disse David Marcus, o chefe da Calibra, subsidiária do Facebook para a libra, em texto preparado para depoimento amanhã ao comitê bancário do Senado norte-americano.

Segundo Marcus, a nova moeda será indexada ao Libra Reserve, que terá uma cesta de moedas em ativos seguros, como depósitos bancários à vista e de alta liquidez e títulos do governo de curto prazo. As moedas incluirão o dólar norte-americano, a libra esterlina, o euro, e o iene japonês.

Marcus disse que a Associação Libra vai gerir a Libra Reserve, e “não tem intenção de competir com quaisquer moedas soberanas ou entrar na arena da política monetária”. Ele reiterou que a política monetária cabe aos bancos centrais.

“A Associação Libra será licenciada, regulamentada e sujeita a fiscalização supervisora. Porque a Associação está sediada em Genebra, será supervisionada pela Autoridade de Supervisão dos Mercados Financeiros da Suíça”, disse ele.

No dia 18 de junho, o Facebook anunciou que planeja lançar sua moeda digital própria, a libra, em 2020, bem como uma carteira digital para a moeda, que poderá ser usada para fazer pagamentos de serviços digitais como Uber, Spotify e outros.

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, bem como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já expressaram preocupações com a nova moeda digital, devido a riscos para a estabilidade financeira no país.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com