Ministro avaliará chances antes de decisão sobre candidatura presidencial

11/01/2018 16:15:59

Por: Priscilla Oliveira

Brasília – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, precisa avaliar quais são as suas chances na disputa a presidente da República antes de tomar a decisão sobre a candidatura, disse em entrevista à rádio Bandeirantes, nessa manhã.

Questionado sobre se no debate eleitoral teria mais chances que os possíveis candidatos atuais, em razão do seu desempenho à frente do Ministério da Fazenda, Meirelles disse: “é exatamente isso que tenho que avaliar, entre outras coisas, até abril”, ressaltando que só na ocasião, quando termina o prazo para deixar o cargo se quiser se candidatar, é que decidirá se concorrerá a presidente da República.

“Tenho que avaliar até abril para ver até que ponto tenho condições para isso [se candidatar à Presidência], se tenho disposição, inclusive pessoal, para isso e se as condições políticas e eleitorais estão favoráveis”, afirmou.

O ministro disse que “hoje, nos debates como ministro da Fazenda, os resultados têm sido positivos”. “Tenho dito que nada mais brutal que o fato. Eu sou uma pessoa que acredita em resultados”, acrescentou em referência á saída da economia da recessão.

NOVAS MEDIDAS

Meirelles reafirmou que, por ora, está voltado à dedicação ao seu trabalho à frente do Ministério. “O Brasil está crescendo, com inflação baixa… e hoje tenho que assegurar que isso vai continuar acontecendo no Brasil”, ressaltou.

Ele contou que o governo está realizando uma série de estudos para novas medidas, a exemplo da liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/Pasep para idosos, para beneficiar as pessoas sem comprometer as contas públicas.

“Temos uma série de estudos em andamento para uma maneira que as pessoas possam se beneficiar de modo que não venhamos a prejudicar as contas públicas. A linha é essa e o importante é a inflação baixa, mais geração de empregos e mais produtividade”, declarou.

Edição: Eliane Leite (e.leite@cma.com.br)

Deixar um comentário