Mercado prevê criação de 170 mil vagas nos EUA em julho

Por Carolina Gama

São Paulo – O mercado de trabalho dos Estados Unidos criou 170 mil vagas em julho, após abertura de 224 mil postos em junho, e a taxa de desemprego caiu de 3,7% para 3,6%, segundo analistas consultados pela Agência CMA.

FreeImages.com/Andrew Mogridge

Os dados são uma mediana produzida a partir das projeções dos economistas, que oscilam entre a criação de 145 mil e 200 mil vagas, enquanto as estimativas para a taxa de desemprego variam entre 3,6% e 3,7%.

De acordo com os especialistas, diante da desaceleração da economia norte-americana, o mercado de trabalho do país não deve conseguir manter em julho o forte ritmo de criação de vagas visto no mês anterior.

“Ao passo que a economia desacelera, esperamos uma queda na abertura de novos postos de trabalho – uma tendência que deve permanecer até o final do ano”, disse o economista chefe da Capital Economics para os Estados Unidos, Paul Ashworth.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu 2,1% no segundo trimestre de 2019 em relação ao trimestre anterior em termos anualizados, de acordo com a leitura preliminar divulgada na semana passada pelo Departamento do Comércio do país. O indicador mostra que o crescimento econômico desacelerou em relação ao primeiro trimestre, quando o PIB norte-americano cresceu 3,1% em base anualizada.

Os especialistas citam ainda os reflexos negativos da disputa comercial entre os Estados Unidos e a China como razão para uma abertura menor de vagas em julho mesmo com a retomada das negociações.

As equipes das duas maiores economias do mundo voltaram às conversas presenciais, com autoridades norte-americanas indo a Xangai nesta semana em busca de um entendimento que leve a um acordo comercial mais amplo. As negociações foram suspensas em maio, quando Washington elevou tarifas a cerca de US$ 250 bilhões em bens importados de Pequim.

“Mesmo sem uma nova escalada na guerra comercial, esperamos uma tendência de menos de 200 mil postos criados para o restante de 2019, já que a incerteza pesa sobre as contratações”, afirmou o economista chefe do Wells Fargo para os Estados Unidos, Sam Bullard.

GANHOS POR HORA

Mais uma vez, os ganhos por hora devem estar no foco das atenções do mercado. Projeções feitas pela Agência CMA mostram que o mercado não espera surpresas com relação ao salário de junho. Em base mensal, a alta média deve ser de 0,25%. Já em base anual, a expectativa é de que o aumento médio seja de 31%.

No mês passado, o salário médio por hora no setor privado somou US$ 27,90, alta de 0,2% ante os US$ 27,84 registrados em maio e aumento de 3,1% ante os US$ 27,05 de junho de 2018.

“De maneira incomum, o mercado de trabalho norte-americano segue aquecido,mas a tendência aponta para uma desaceleração do reajuste dos salários”, disse Ashworth, da Capital Economics.

O crescimento dos salários nos Estados Unidos é uma questão determinante, junto com a inflação, para o ritmo de aperto monetário do país. Em sua última reunião, realizada quarta-feira, o Fed cortou a taxa de juros em 0,25 ponto percentual (pp), para a faixa entre 2,00% e 2,25% ao ano.

“A principal questão para o Fed permanece sendo a extensão da desaceleração econômica que está em curso”, acrescentou Ashworth.

ADP

O índice de criação de vagas no setor privado, medido pela Automatic Data
Processing (ADP) e pela Macroeconomic Advisers, também é outro dado observado pelo mercado, que passou a acompanhá-lo como uma espécie de prévia do relatório mais amplo sobre o emprego elaborado pelo Departamento do Trabalho, que será divulgado amanhã.

Em julho, o setor privado dos Estados Unidos criou 156 mil vagas de trabalho, excluindo o setor rural. Analistas esperavam uma abertura menor, de 150 mil vagas. Em junho, o resultado foi revisado para cima, passando de 102 mil vagas para 112 mil, segundo a ADP.

“Os dados da ADP mostram a fragilidade do mercado de trabalho norte-americano, com o setor privado criando apenas 156 mil vagas em julho”, completou Ashworth.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com