Mercado mantém previsão de alta do IPCA em 2019 em 3,80%

Por Flávya Pereira

São Paulo – A projeção dos economistas ouvidos pelo Banco Central no relatório de mercado Focus para a inflação medida pelo Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2019 ficou em 3,80% após seis semanas seguidas de queda, enquanto há quatro semanas a previsão era de 3,89%. Para os próximos 12 meses, a estimativa seguiu em 3,68%, de 3,59% um mês atrás.

Considerando-se os próximos anos, a estimativa para o IPCA em 2020 se manteve em 3,91%, de 4,00% há um mês. Para 2021 e 2022, a previsão seguiu em 3,75%, cada, ficando nesse nível há 30 semanas e há 50 semanas, respectivamente.

Em todo o ano de 2019, a mediana das expectativas para os preços administrados caiu para 5,00%, de 5,10% na semana passada e de 5,20% um mês atrás. Considerando-se os próximos meses, a projeção do mercado financeiro para o IPCA em junho se manteve após seis quedas consecutivas, indicando deflação de -0,03%, de +0,11% quatro semanas antes. Em julho, a estimativa ficou em 0,20% pela terceira vez seguida.