MERCADO AGORA: Veja um sumário do comportamento dos negócios até o momento

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – A perspectiva de que a versão revisada da reforma da Previdência apresentada hoje à comissão especial da Câmara deve economizar pouco mais de R$ 900 bilhões ao longo de uma década animou os mercados brasileiros e contribuiu para o avanço do Ibovespa e a queda do dólar e das taxas de juros.

O deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) começou a ler o parecer sobre a reforma da Previdência há alguns minutos na comissão especial da Câmara dos Deputados. Antes disso, ele chegou a mencionar em entrevista a jornalistas que a economia prevista com a versão revisada da reforma seria de R$ 915 bilhões num período de 10 anos.

Algumas das propostas originais do governo, porém, foram diluídas. Alguns pontos já eram esperados – como a remoção das alterações ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e às aposentadorias rurais -, e outros foram antecipados ontem por Moreira – como a redução na idade mínima de aposentadoria das professoras, a redução no tempo mínimo de contribuição para as mulheres e a remoção de dispositivos que incluíam Estados e municípios na reforma e que previam a criação do regime de capitalização da Previdência.

Outros, porém, pegaram o mercado de surpresa – entre eles um aumento de 5 pontos porcentuais, para 20%, na alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) cobrada de instituições bancárias – notícia que colocou as ações de bancos entre os componentes do índice Ibovespa que operam com as maiores baixas nesta sessão.

“O mercado está reverberando essa economia de R$ 915 bilhões, depois de especulações sobre o valor, além disso, o cenário lá fora está ajudando, com bolsas e petróleo em alta”, disse o economista-chefe do banco digital Modalmais, Alvaro Bandeira.

O preço do petróleo sobe mais de 3% no exterior depois de ataques a navios-tanque na costa do Irã, o que renova preocupações sobre uma nova crise no Oriente Médio depois de uma série de conflitos no mês passado.

Por volta das 13h30 (de Brasília), o Ibovespa subia 0,78%, para 99.097 pontos, enquanto o contrato futuro do índice com vencimento em agosto avançava 0,64%, para 100.135 pontos. O dólar comercial recuava 0,51% no pregão à vista, para R$ 3,8500, enquanto no mercado futuro o contrato da moeda com vencimento em julho caía 0,49%, aos R$ 3.852,50.

Entre os juros, a taxa dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2020 caía a 6,09%, de 6,17% no ajuste de ontem; o DI para janeiro de 2021 estava em 6,06%, de 6,19%; o DI para janeiro de 2023 projetava taxa de 7,03%, de 7,11% após o ajuste anterior; o DI para janeiro de 2025 tinha taxa de  7,58%, de 7,63%, na mesma comparação.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com