Maia critica proposta de retomada de CPMF

Por Gustavo Nicoletta

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante comemoração da aprovação do texto-base da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

São Paulo – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a eventual retomada de um imposto sobre pagamentos semelhante à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). “Querem voltar com a CPMF no Brasil. Um imposto ruim, acumulativo. Nós já temos uma carga tributária muito alta. Não dá”, disse ele, em entrevista à “GloboNews”.

A informação de que o governo estuda criar um imposto novo e semelhante à CPMF vem circulando há meses. Em maio, o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, disse que o Planalto estudava instituir um imposto sobre pagamentos e, com isso, eliminar a contribuição previdenciária das empresas baseada nos salários dos funcionários.

Em ocasiões anteriores, Cintra disse que o imposto novo incidiria sobre qualquer forma de pagamento. Ao jornal “Folha de S.Paulo”, acrescentou que a alíquota seria de 0,9%, rateada entre quem pagou e quem recebeu o pagamento, e que “todo o mundo vai pagar esse imposto, igreja, a economia informal, até o contrabando.”

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com