Macri descarta mudanças no gabinete

Por Julieta Marino

Foto: Jorge Girao / FreeImages.com

Buenos Aires – O presidente da Argentina Mauricio Macri descartou que vá realizar mudanças no seu gabinete antes das eleições gerais de outubro, depois de uma reunião com todos os ministros para analisar a derrota por 15 pontos nas eleições primárias de domingo.

“Estamos governando e as eleições estão logo aí. Mudanças no gabinete não se fazem faltando poucas semanas, no improviso”, disse Macri ao ser questionado por jornalistas em uma conferência de imprensa. O rumor de possíveis trocas no gabinete rondou o dia todo, mas o mandatário o descartou.

“Estamos convencidos de que se seguirmos fazendo o que estamos fazendo, nos espera um grande futuro e se voltarmos ao passado vamos ter que começar tudo novamente”, acrescentou Macri que reconheceu que ontem nas urnas houve “a expressão de insatisfação, uma reação a uma evolução econômica muito dura. Vamos continuar explicando porque tudo aconteceu como aconteceu. Confio que isso irá nos levar a ter uma melhor pontuação no segundo turno”, disse ele.

A chapa composta por Alberto Fernández e a ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu 47,65% dos votos nas primárias ocorridas no domingo, enquanto Macri teve 32,08%.

Na Argentina, as eleições primárias – conhecidas como Paso – são abertas a todos os eleitores e servem para definir quem serão os candidatos na eleição de outubro. É durante as primárias que candidatos com apoio muito baixo são removidos da disputa.

As pesquisas eleitorais publicadas até o final da semana passada mostravam uma leve vantagem de Macri em relação à chapa de Kirchner, que será candidata a vice-presidente.

Se o resultado das primárias se mantiver nas eleições, a chapa da ex-presidente argentina será vitoriosa no primeiro turno, pois receberá mais de 45% dos votos. As primárias tiveram participação de 78,75% dos eleitores.

Tradução: Julio Viana

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com