Lucro líquido pró-forma alcança R$ 1,5 bi no 2T19

Por Leandro Tavares

São Paulo – O lucro líquido pró-forma da Telefônica Brasil diminuiu 52,9% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 1,5 bilhão. A receita líquida da companhia aumentou 0,5% na mesma base de comparação, para R$ 10,87 bilhões.

A receita vinda dos serviços móveis teve alta de 2,4% para R$ 6,972 bilhões. A receita obtida com os serviços fixos caiu 2,7%, para R$ 3,897 bilhões, enquanto a receita com aparelhos aumentou 49,7%, para R$ 631 milhões.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Telefônica diminuiu 26,9% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 3,791 bilhões. A margem ebitda teve queda de 13 pontos porcentuais, a 34,9%.

A base de clientes do serviço de telefonia móvel teve queda de 2% para. O número de clientes com serviços pré-pagos caiu 13%, enquanto o de clientes com pacotes pós-pagos cresceu 8,5%.

A taxa de cancelamentos (churn rate) teve alta de 0,4 ponto porcentual, a 3,4%. A receita média por usuário (Arpu, na sigla em inglês) no segmento móvel cresceu 7,4%, para R$ 2,9. No segmento pós-pago, a Arpu diminuiu 2,1%, para R$ 51,2, enquanto no segmento pré-pago o indicador subiu 5,1%, para R$ 12,3.

A base de clientes de serviços fixos teve queda de 8,5% para 20,6 mil. A Arpu dos serviços de voz caiu 0,8%, para R$ 36,1, enquanto a dos serviços de internet banda larga subiu 14,3%, para R$ 63,3. A Arpu dos serviços de tevê por assinatura subiu 5,3%, para R$ 104,1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com