Lucro do Banco do Brasil cresce e soma R$ 4,005 bilhões

São Paulo – O lucro líquido do Banco do Brasil cresceu 45,7% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 4,005 bilhões. O lucro ajustado, que exclui efeitos extraordinários do cálculo dos resultados, aumentou 40,3%, a R$ 4,247 bilhões.

A carteira de crédito ampliada do Banco do Brasil somou R$ 684,2 bilhões no primeiro trimestre, crescendo 0,8% na comparação anual, mas recuando 1,9% em relação ao quarto trimestre de 2018. A taxa de inadimplência atingiu 2,59% da carteira classificada, caindo 1,04 ponto porcentual (pp) em relação ao primeiro trimestre de 2018 e subindo 0,06 pp ante o final de dezembro.

As despesas com provisões para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) caíram 11,0% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 4,851 bilhões, enquanto na comparação trimestral houve alta de 1,3%. O saldo de PCLD caiu 0,7% no primeiro trimestre em termos de comparação anual, para R$ 34,742 bilhões.

O retorno sobre o patrimônio líquido do Banco do Brasil atingiu 16,8% no primeiro trimestre, subindo 4,2 pp na comparação anual e 1,4 pp em base trimestral.

Além disso, o banco estatal vai distribuir R$ 1,155 bilhão em juros sobre capital próprio (JCP) complementares aos acionistas da empresa – o equivalente a R$ 0,41483950050 por ação – em 31 de maio, tomando como referência a base acionária de 21 de maio.

Gustavo Nicoletta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com