Lucro da Kroton cai 73,8% no 4º tri de 2018

São Paulo – O lucro líquido da Kroton caiu 73,8% no quarto trimestre do ano passado em relação ao mesmo período de 2017, para R$ 102,3 milhões, mesmo diante do aumento de 42,3% na receita da empresa decorrente da aquisição da Somos Educação, para R$ 1,921 bilhão, por causa do aumento nas despesas da companhia.

Excluindo os efeitos decorrentes da incorporação da Somos, a Kroton registrou queda de 31,1% no lucro do quarto trimestre do ano passado, para R$ 269,3 milhões, e um aumento de 4,5% na receita líquida, para R$ 1,410 bilhão.

Neste caso, também houve aumento de despesas, em particular nas provisões para créditos de liquidação duvidosa, que aumentaram 45,4%, a R$ 155,5 milhões.

Em termos operacionais, a base de alunos da Kroton no ensino superior presencial caiu 4,6% no quarto trimestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado, para 365.303. Os declínios ocorreram tanto no segmento de graduação (-4,6%, para 358.093) quanto no de pós-graduação (-5,5%, a 7.210).

No ensino a distância (EAD), houve queda de 0,4% no quarto trimestre, para 490.894. Na graduação, o declínio foi de 1,8%, para 457.239, enquanto na pós-graduação houve crescimento de 23,5%, para 33.655.

Ao final de 2018, a Kroton possuía 90.691 alunos matriculados com contratos de Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), redução de 37,4% em relação ao final de 2017. Segundo a companhia, o movimento segue a tendência apresentada nos últimos trimestres, “com captações cada vez menos relevantes e um aumento no nível de formaturas para este produto”.

A penetração de FIES totalizou 25,3% da base de alunos de graduação presencial, ou 11,1% da base total de alunos de graduação, caindo 13,3 pp e 6,1 pp, respectivamente, na comparação anual.

Gustavo Nicoletta / Agência CMA ([email protected])

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com