Lucro da Equinor sobe 33,2% no primeiro trimestre, para US$ 1,711 bilhões

Foto: Ole Jørgen Bratland/ Equinor

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A petrolífera norueguesa Equinor reportou lucro líquido de US$ 1,711 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 33,2% ante o mesmo período do ano anterior. Na mesma base de comparação, a receita somou US$ 16,482 bilhões, queda de 17,1%.

O maior lucro reflete o controle de gastos da empresa e os níveis altos de produção, mesmo em um cenário de preços baixos de petróleo. Além disso, houve impactos positivos de mudanças no valor justo não realizado de derivativos e contratos de hedge de estoques de US$ 706 milhões, e a reversão de baixas contáveis de US$ 116 milhões.

No primeiro trimestre deste ano, a produção de petróleo da Equinor teve queda leve de 0,1%, para 2,178 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), com o declínio natural esperado de campos maduros compensado por mudanças no portfólio, novos poços e novos campos entrando em operação.

“Em um trimestre com preços mais baixos das commodities, entregamos resultados após impostos mais altos do que no mesmo período do ano passado”, disse o executivo-chefe da Equinor, Eldar Satre. “Nós mantivemos a produção alta, continuamos com forte foco em custos e rígida disciplina de capital, e estamos no caminho certo para cumprir nosso guidance”.

A empresa manteve suas projeções para este ano, e espera o nível da atividade de exploração em cerca de US$ 1,7 bilhão, com a produção nos mesmos níveis de 2018. Até 2025, a empresa espera aumento na produção devido a novos projetos. A Equinor também anunciou alta de 13% em seu dividendo trimestral, para US$ 0,26 por ação, mesmo patamar do quarto trimestre do ano passado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com