Lucro da Ambev cresce 5% no 4º tri de 2018, a R$ 3,463 bilhões

28/02/2019 10:00:38

Por: Gustavo Nicoletta / Agência CMA

São Paulo – O lucro líquido da Ambev cresceu 5% no quarto trimestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano passado, a R$ 3,463 bilhões, acompanhado por um crescimento de 6,6% na receita, para R$ 16,017 bilhões. O aumento no faturamento ocorreu mesmo diante de uma redução de 3,5% no volume de vendas da empresa, para 45,755 milhões de hectolitros.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) em termos ajustados, que desconsidera a participação de não controladores e a participação da Ambev em coligadas e itens não recorrentes, aumentou 2,5% no quarto trimestre em relação ao mesmo período de 2017, a R$ 7,475 bilhões.

No quarto trimestre, os itens não recorrentes foram uma despesa de R$ 103,3 milhões referentes a gastos com reestruturação e projetos de centralização e dimensionamento no Brasil e na região que a empresa classifica como América Latina Sul (LAS) – que inclui a Argentina, Bolívia, Paraguei, Uruguai e Chile.

No Brasil, o maior mercado da Ambev, o volume de vendas em termos orgânicos – ou seja, considerando uma taxa de câmbio constante e desconsiderando efeitos resultantes da venda ou compra de ativos – caiu 4% no quarto trimestre de 2018 em relação a um ano antes, para 31,218 milhões de hectolitros.

O declínio aconteceu tanto nas vendas de cervejas (-2,1%, a 23,263 milhões de hectolitros) quanto no de bebidas não alcoólicas (-9,8%, a 6,721 milhões de hectolitros), mas a receita líquida diminuiu apenas neste último segmento, em 9,1%, a R$ 1,178 bilhão. O faturamento líquido com cervejas cresceu 0,9%, para R$ 7,471 bilhões.

O volume de vendas também caiu na LAS (-7,3%), e no Canadá (-3,6%), mas cresceu na América Central e Caribe (+7,9%). A receita líquida, porém, só diminuiu no Canadá (-2,2%, a R$ 1,669 bilhão), crescendo na LAS (+21,8%, a R$ 3,983 bilhões) e na América Central e Caribe (+9,6%, a R$ 1,714 bilhão).

Em 2018, o lucro líquido da Ambev cresceu 44,9%, para R$ 11,377 bilhões, enquanto a receita da companhia aumentou 4,9%, a R$ 50,231 bilhões. O volume de vendas recuou 2,5%, a 158,716 milhões de hectolitros.

A Ambev também divulgou que o custo dos produtos vendidos (CPV) excluindo depreciação e amortização aumentou 20% no quarto trimestre de 2018 em relação a um ano antes e 5,8% em 2018. Em 2019, a empresa espera um aumento de aproximadamente 15% no CPV em decorrência da depreciação do real e de maiores preços de commodities.

Deixar um comentário