Justiça bloqueia R$ 2,95 bi da Vale para garantir pagamentos em Barão de Cocais

São Paulo – A Vara Única da Comarca de Barão de Cocais decidiu ontem bloquear R$ 2,95 bilhões da Vale atendendo a um pedido do Ministério Público e da Defensoria Pública de Minas Gerais, com o objetivo de garantir o pagamento de eventuais prejuízos a pessoas afetadas pelas evacuações ocorridas e pelas que porventura venham a ocorrer com relação à barragem Sul Superior, em Gongo Soco, Barão de Cocais.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Vale diz que ainda não foi formalmente notificada da decisão e adotará as medidas cabíveis no prazo legal.

A empresa também disse que o juízo de plantão da comarca de Belo Horizonte decidiu em 24 de março que a empresa apresente relatório de auditoria técnica independente acerca da situação de estabilidade da estrutura Sul Superior, em Gongo Soco. A Justiça também determinou a elaboração de plano de ação e a adoção de outras medidas para garantir a estabilidade e segurança da estrutura.

“A companhia foi notificada da decisão e adotará as medidas cabíveis no prazo legal”, disse a Vale em nota.

Gustavo Nicoletta / Agência CMA ([email protected])

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.