Preços ao produtor sobem 0,43% em fevereiro ante janeiro

Petrobras
Plataforma P-51 (Divulgação/Petrobras)

São Paulo – O Indice de Preços ao Produtor (IPP) registrou variação positiva de 0,43% em fevereiro, após quatro quedas seguidas, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o resultado, o IPP acumula alta de 8,36% nos últimos 12 meses.

O analista do IPP, Manuel Campos, explica que o resultado foi influenciado pela nas atividades das indústrias extrativas e de refino de petróleo. “Juntas, influenciaram o índice em 0,71 ponto percentual, com destaque na fabricação de minérios de ferro e óleos brutos de petróleo”, explica. Ainda assim, na passagem de janeiro para fevereiro, apenas 11 das 24 atividades industriais pesquisadas apresentaram variações positivas de preços, mesma quantidade do mês anterior.

Entre as atividades, os preços nas indústrias extrativas subiram 7,97% em fevereiro, ante queda de 7,59% em janeiro, enquanto as indústrias de transformação tiveram alta de 0,12%, ante recuo de 0,46% no mês anterior. Já as maiores variações, em base mensal, foram observadas em refino de petróleo e produtos de álcool (+4,22%) e farmacêutica (+1,48%), enquanto a maior queda foi observada em outros produtos químicos (-1,85%).

Em termos de influência, em ponto percentual (pp) e ainda em base mensal, refino de petróleo e produtos de álcool (+0,40 pp); indústrias extrativas (+0,31 pp), outros produtos químicos (-0,16 pp) e alimentos (-0,12 pp). Em relação às grandes categorias econômicas, bens intermediários subiram 0,64% na comparação com janeiro, com influência positiva de 0,35 pp no resultado geral; bens de capital tiveram variação positiva de 0,23% (+0,02 pp); e bens de consumo tiveram alta de 0,16% (+0,06 pp), sendo +0,18% para bens de consumo duráveis (+0,01 pp) e +0,16% para bens de consumo semiduráveis e não duráveis (+0,05 pp).

O IPP mede a evolução dos preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos nem fretes.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com