Indicadores da OCDE preveem economia estável de Brasil e China

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O índice composto de indicadores antecedentes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aponta para um crescimento econômico estável no Brasil e na China. O indicador procura antecipar mudanças na atividade econômica em relação à tendência anterior e, em junho, mostrou estabilidade no dado de ambos os países na comparação com maio.

Centro de Conferências da OCDE, em Paris / Foto: OCDE

Segundo a OCDE, os indicadores antecedentes continuam a apontar para um crescimento estável no setor industrial da China, “embora o recente aumento nas tensões comerciais tenha introduzido um grau mais elevado de incerteza do que o habitual”.

O crescimento estável também continua sendo a avaliação para outros países emergentes, como a Índia e a Rússia, com sinais semelhantes agora emergindo no Brasil.

Entre os países que pertencem à OCDE, a tendência de crescimento também deve ficar estável na média, mesma avaliação de maio. Os indicadores antecedentes, porém, continuam apontando para uma desaceleração no crescimento nos Estados Unidos, na Alemanha e na zona do euro.

Já a avaliação para a França e Canadá continua a apontar para crescimento estável, assim como no Japão, com sinais similares vindos da Itália. No Reino Unido, o crescimento deve permanecer estável, em torno de taxas de crescimento de tendência historicamente baixas, “embora persistam grandes margens de erro devido à incerteza do Brexit”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com