Indicador de atividade da construção sobe a 48,2 pontos em junho, diz CNI

Por Priscilla Oliveira

Brasília – O índice de evolução da atividade na indústria da construção subiu a 48,2 pontos em junho, ante os 46,9 pontos em maio, o que indica melhora no ritmo da atividade, porém, o dado ainda segue abaixo da linha divisória de 50,0 pontos, que mensura o avanço na atividade. Foi o quinto mês consecutivo de crescimento do indicador. Na comparação com junho de 2018, quando marcou 46,7 pontos, o índice subiu 1,17 pontos, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

No período, o nível de atividade em relação ao usual também subiu, passando de 34,2 pontos para 36,3 pontos entre maio e junho. Na comparação com um ano antes, o dado subiu 0,7 ponto. O indicador de utilização da capacidade de operação (UCO) na indústria da construção subiu de 56% para 57%, em base mensal, e caiu 2 pontos percentuais (pp) em relação a junho de 2018.

Quanto à evolução do número de empregados na construção, o indicador subiu para 47,2 pontos de 45 pontos em maio. Há um ano, o indicador estava em 43,4 pontos.

EXPECTATIVAS

As expectativas para a indústria da construção civil nos próximos seis meses subiram em junho. A expectativa para o nível de atividade subiu de 54,4 para 56,4pontos entre maio e junho. No que se refere à intenção de investimentos, a expectativa subiu de 33 para 36,6 pontos, na mesma comparação.

O indicador de expectativa para a compra de insumos e matéria-prima subiu de 52,9 para 55,1 pontos, enquanto a expectativa de novos empreendimentos e serviços subiu de 52,9 pontos para 54,9 pontos e o indicador para o número de novos empregados na construção se subiu de 52,9 pontos para 54,6 pontos em junho.

A Sondagem Indústria da Construção ouviu 488 empresas, sendo 172 de pequeno porte, 209 de médio porte e 107 de grande porte. Os dados foram coletados entre 1 a 11 de julho de 2019.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com