Inclusão de estados pode prejudicar voto sobre Previdência, diz Maia

Por Agência Câmara

Brasília – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na sexta-feira que considera difícil incluir estados e municípios na reforma da Previdência porque isso pode prejudicar a votação do texto em Plenário. Segundo ele, essa mudança pode tirar cerca de 60 votos da reforma.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, coordena reunião de líderes partidários. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

“Cada governador tem sua realidade. Alguns compreenderam que é mais
fácil assumir esse enfrentamento nas suas assembleias do que votar a favor de uma reforma encaminhada pelo governo Bolsonaro”, ponderou.

Ele também disse que retirar os policiais da reforma previdenciária pode
sinalizar para sociedade que ela não é igual para todos. Segundo Maia, o
esforço feito pelos deputados foi garantir uma proposta na qual todos
contribuam.

Para ele, aprovar a retirada de uma categoria do texto pode gerar um efeito dominó ao longo da votação e inviabilizar a reforma da Previdência. O presidente disse que os policiais querem a integralidade e a paridade, mas que isso não vai ser possível.

“Espero que não haja mudanças. O texto do relator foi muito negociado,
espero que não tiremos nenhuma categoria do Plenário, para manter o discurso de que todos vão contribuir com esse esforço”, disse.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com