IGP-M sobe 0,53% na segunda prévia de julho, aponta FGV

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) teve aumento mensal de 0,53% na segunda prévia de julho, desacelerando o ritmo de alta na comparação com a segunda prévia de junho (0,75%), mas acelerando o avanço em relação à primeira prévia deste mês (0,40%), de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com isso, o índice acumula alta de 4,93% em 2019 e de 6,53% em 12 meses.

O Indice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), um dos componentes do IGP-M, subiu 0,62% no segundo decêndio de julho – alta menos significativa que a de 1,15% observada no mesmo período do mês passado.

Dentro do IPA, os preços dos Bens Finais variaram 0,11% em julho, após queda de 0,75% em junho, e os das Matérias-Primas Brutas diminuíram o ritmo de alta de 3,96% em junho para 2,60% em julho. O índice referente aos Bens Intermediários caiu 0,63% no segundo decêndio de julho, contra alta de 0,65% em junho.

O Indice de Preços ao Consumidor (IPC), outro componente do IGP-M, passou de uma queda de 0,05% para um avanço de 0,10%, na mesma base de comparação.

“Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação (-0,56% para 0,17%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de -5,37% para 2,01%”, disse a FGV.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,93% em julho, após ficar estável no mês passado.

Dos três grupos do índice, um aprofundou o ritmo de deflação (Materiais e Equipamentos, de -0,06% para -0,19%), e os outros dois acentuaram o ritmo de alta dos preços: Serviços (0,13% para 0,14%) e Mão de Obra (0,02% para 1,83%).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com