ÍNDICE DE PREÇOS DE COMBUSTÍVEIS DA PETROBRAS

COMO FUNCIONA

Desde 3 de julho a Petrobras adota uma política de reajuste de combustíveis que permite à companhia alterar até diariamente o valor cobrado pela gasolina e pelo diesel nas refinarias. O cálculo leva em consideração os preços dos contratos futuros de petróleo negociados no exterior, a taxa de câmbio do dólar ante o real e a concorrência no mercado brasileiro. A política também tem como objetivo garantir que a Petrobras tenha lucro na venda dos combustíveis.

A Agência CMA criou dois índices que medem o quanto os preços subiram ou caíram desde a introdução da nova política de preços da Petrobras.

O valor original dos índices, tanto para a gasolina quanto para o diesel, é 100. Este número representa o quanto a Petrobras cobrava por ambos os produtos antes de adotar a nova política de preços. Desta forma, leituras acima de 100 pontos indicam que os combustíveis estão mais caros do que antes da introdução da nova política de preços, enquanto leituras inferiores a 100 pontos indicam o oposto.

O índice também permite calcular se os preços subiram ou caíram em um determinado período. O índice da gasolina, por exemplo, encerrou agosto de 2017 a 105,43 pontos, ou 2,78% acima do nível observado ao fim de julho, de 102,58. Isto significa que, em agosto, o preço da gasolina da Petrobras nas refinarias aumentou em 2,78%.