Há votos para aprovar reforma da Previdência na Câmara, diz Maia

Por Agência Câmara.

Rodrigo Maia e Onyx Lorenzoni
O deputado Rodrigo Maia e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante sessão de posse dos Deputados Federais para a 56ª Legislatura. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Brasília – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem à noite que considera haver os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência (PEC 6/19) no plenário. São necessários 308 votos em dois turnos para o texto ser aprovado na Câmara.

“Não gosto de falar número, mas há mais votos do que eu imaginava”, afirmou.

Ao ser questionado se o número seria maior que 325 deputados – margem mínima sugerida pelo presidente para colocar o texto em votação, Maia respondeu que seria “um pouco mais”.

Segundo ele, os deputados querem votar o texto antes do recesso parlamentar, que se inicia em 18 de julho, de acordo com a Constituição. “Quando se forma uma maioria e essa maioria quer votar, a gente vota”, comentou.

O presidente acrescentou que a Câmara tem trabalhado a favor da aprovação do texto. “Essa reforma seria aprovada em 2060 se não fosse o compromisso das deputadas e dos deputados.”

Antes de ir para o Plenário, a proposta tem de ser aprovada pela comissão especial responsável pela análise da matéria, que se reúne hoje às 9h para iniciar o processo de votação.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com