Grupo de Lima rejeita convocatória a eleições na Venezuela

14/02/2018 17:40:27

Por: Rafaela Aguiar / Agencia CMA Latam

Buenos Aires – O Grupo Lima anunciou sua “firme rejeição” à convocação do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela para as eleições presidenciais de 22 de abril de 2018. Além disso, apelaram ao governo de Nicolás Maduro a reconsiderar a convocação. O anúncio do grupo foi feito após uma reunião realizada ontem, no Peru.

A decisão “impossibilita a realização de eleições presidenciais democráticas, transparentes e credíveis, com a participação de todos atores políticos venezuelanos, com observação e padrões internacionais”, disse o grupo, segundo comunicado do ministério de relações externas do Peru. O grupo reiterou que “eleições que não atendem a essas condições carecerão de legitimidade e credibilidade”

O documento também informou que o governo do Peru decidiu reconsiderar a participação do governo venezuelano na VIII Cúpula das Américas, em Lima, e afirmou que a presença de Maduro não será bem-vinda, apesar do convite enviado pelo presidente Pedro Pablo Kuczynski para a delegação venezuelana.

O Grupo Lima é formado pelos ministros de Relações Externas e representantes da Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia.

Tradução: Cristiana Euclydes

Edição: Leandro Tavares (leandro.tavares@cma.com.br)

Deixar um comentário