Governo da China culpa países ocidentais por manifestações em Hong Kong

Por Carolina Pulice

Foto: futureatlas.com/Flickr

São Paulo – O porta-voz do escritório chinês de Relações Exteriores para Hong Kong e Macau, Yang Guang, afirmou que países ocidentais têm influenciado negativamente nas manifestações de Hong Kong, o que contribui para a violência na região administrativa da China.

De acordo com comunicado de imprensa do Escritório, o porta-voz disse que algumas pessoas no ocidente “fizeram comentário irresponsáveis e praticaram um papel menos glorioso”. Ele disse ainda que essas pessoas devem ser responsabilizadas e até mesmo punidas.

Guang disse também que a questão de Hong Kong é uma questão interna e não externa, e que os países do ocidente querem “criar caos em Hong Kong e tornar a questão um problema para a China”.

O comentário ocorre no mesmo dia da retomada das negociações entre o país e os Estados Unidos, dois meses após a suspensão das negociações.

Os protestos em massa começaram no início de junho como uma reação às novas emendas às leis de extradição de Hong Kong que, se aprovadas, permitiriam que as pessoas fossem extraditadas para Taiwan, Macau e a China continental. O governo de Hong Kong decidiu congelar as emendas, mas os manifestantes passaram a exigir diferentes pautas.

Para a analista da London Capital Group, Ipek Ozkardeskaya, a acusação que pode ser interpretada como uma acusação aos Estados Unidos – não “ajuda” a negociação entre os dois países. “Apesar disso, as expectativas continuam baixas e qualquer notícia boa pode ser suficiente para elevar as esperanças para um acordo no futuro”, completou.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com