FMI aprova revisão da Argentina; US$ 5,4 bi devem ser liberados

Foto: Jorge Girao / FreeImages.com


Por Julieta Marino

Buenos Aires – O Fundo Monetário Internacional (FMI) finalizou a quarta revisão do programa econômico da Argentina, respaldado pelo acordo stand-by com o governo, e decidiu liberar US$ 5,4 bilhões ao país, sujeito a aprovação da Diretoria Executiva. A notícia era esperada pelo governo.

“Elogiamos as autoridades argentinas por seus esforços contínuos e pela implementação firme de seu programa de política econômica. As autoridades completaram todos os seus objetivos de despesas fiscais, monetárias e sociais no quadro do programa apoiado pelo FMI no contexto desta revisão”, disse em comunicado o diretor-gerente interino do FMI, David Lipton, após a renúncia de Christine Largarde por sua indicação à presidência do Banco Central Europeu (BCE).

Lipton indicou também que as políticas econômicas da Argentina estão dando resultados, destacou que os mercados financeiros se estabilizaram em maio e junho e que se espera que a taxa de inflação, ainda que se mantenha em níveis elevados, continue caindo nos próximos meses. Há também indícios de que a situação econômica está melhorando no segundo trimestre. Parágrafo

Em sua primeira declaração sobre o país, o diretor interino destacou seu apoio “aos esforços da Argentina para fortalecer a confiança, estabelecer as bases de um crescimento sustentável e proteger os mais vulneráveis”, enquanto indicou que a implementação dos compromissos e políticas de autoridades no âmbito do programa econômico apoiado pelo FMI “será crucial para seguir avançando”.

A decisão sobre a liberação dos US$ 5,4 bilhões deve agora ser aprovada pela Diretoria Executiva do FMI em sua próxima reunião, no dia 12 de julho.Uma missão visitou a Argentina nos dias 11 e 22 de maio para realizar discussões sobre a quarta revisão do programa apoiado pelo FMI sob o acordo stand-by fechado com o governo em junho de 2018.

Tradução: Cristiana Euclydes

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com