Fed deveria cortar juros mesmo com economia forte, diz conselheiro de Trump

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) deveria cortar a taxa básica de juros dos Estados Unidos, atualmente no intervalo entre 2,25% e 2,5%, mesmo com o desempenho forte da economia do país, disse o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

Federal Reserve
Prédio do Federal Reserve em Washington (Federal Reserve/Divulgação)

Segundo ele, as políticas do presidente norte-americano Donald Trump estão reconstruindo a economia, e o ciclo de prosperidade está acelerando.

“A taxa de inflação continua a cair mais e mais”, disse Kudlow em entrevista à “CNBC”. “Mesmo de acordo com os próprios porta-vozes do Fed, do presidente e abaixo, isso pode abrir a porta para uma redução nos juros nos próximos meses”, disse ele, acrescentando que o Fed é independente e ele está apenas expressando a sua opinião, e Trump concorda com ela.

Questionado sobre como pode falar em corte de juros com a economia do país crescendo 3,2% no primeiro trimestre de 2019 em base anualizada, conforme mostraram os dados publicados mais cedo pelo Departamento do Comércio norte-americano, Kudlow disse que o argumento vem das próprias indicações do Fed, que está visando à inflação, que está vindo bem abaixo da meta de 2%.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com