Excêntricas, criptomoedas não ganharão mercado, diz Bracher

12/06/2018 14:56:02

Por: Camila de Lira / Agência CMA

São Paulo – As criptomoedas não devem ganhar mercado, nem virar meio de pagamento popular nos próximos anos, afirmou o diretor-presidente do Itaú Unibanco, Cândido Bracher. “Vejo hoje as criptomoedas ainda como algo excêntrico e arriscado”, comentou o executivo.

Em apresentação a executivos do setor bancário, Bracher indicou que a oscilação grande de valores da bitcoin – a criptomoeda mais conhecida – é um forte indicador de que elas não devem ser adotadas como meio de pagamento por parte da população.

“As criptomoedas não devem ganhar mercado. No curto prazo, não vão fazer diferença no setor [financeiro e bancário]”, comentou Bracher. Para ele, o mercado ainda está muito longe de avaliar bem qual a capacidade das criptomoedas.

O executivo ainda rechaçou a possibilidade de gigantes de tecnologia, como Google e Amazon, entrarem no mercado bancário, como aconteceu com a Alibaba na China, devido ao alto nível de regulamentação e de restrição do mercado bancário. “Não vejo interesse deles entrarem no mercado, mas se tivesse as mesmas regras, seriam competidoras formidáveis”, disse.

Edição: Eduardo Puccioni (e.puccioni@cma.com.br)

Deixar um comentário