Ex-presidente do Peru, Alan García, morre com tiro na cabeça após ordem de prisão

Por Juan Manuel Holguín e Julieta Marino

Buenos Aires – O ex-presidente do Peru, Alan García, morreu após atirar contra a própria cabeça enquanto estava em sua casa. Ele chegou a passar por uma cirurgia de emergência, mas teve três paradas cardíacas que não permitiram a reversão de seu quadro. Ele era acusado de corrupção no caso da Odebrecht e seria preso.

Alan Garcia na época em que era presidente do Peru/Foto: Congresso do Peru

Nidia Vilchez, ex-ministra da Mulher durante o governo de Alan Garcia confirmou a notícia da morte ainda no hospital, onde vários manifestantes a favor e contra o ex-presidente peruano estão concentrados.

García se suicidou quando a polícia chegou em sua casa para cumprir ordem de prisão de dez dias. Ele estava sendo investigado por corrupção no caso Odebrecht. O também ex-presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski (PPK), está detido preventivamente pelo mesmo caso.

Horas antes, García havia descrito como “especulação” os eventos que o ligavam aos supostos subornos que seu ex-secretário recebeu da construtora brasileira para a concessão da construção da linha 1 do Metrô de Lima. A obra foi concedida à Odebrecht por um valor superior a US$ 527 milhões em troca do pagamento de propina no valor de US$ 24 milhões.

Tradução: Carolina Gama

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com