Eurogrupo firma acordo sobre orçamento da zona do euro

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O Eurogrupo (que reúne os ministros de Finanças da zona do euro) chegou a um acordo sobre os principais pontos de um orçamento comum da zona do euro, mas ainda há muito trabalho pela frente, disse o presidente do grupo, Mario Centeno.

Mário Centeno, presidente do Eurogrupo. Foto: Divulgação/ União Europeia

“Concordamos com as principais características do instrumento orçamental”, disse ele em coletiva de imprensa, após 15 horas de reunião. “O instrumento financiará reformas estruturais e investimentos públicos em propostas coerentes dos Estados membros, refletindo nossa orientação comum e outras condições necessárias”, disse.

De acordo com ele, este é um importante passo no processo de aprofundamento da moeda única, e vai contribuir para aumentar a convergência e a competitividade das economias da zona do euro, conforme o mandato que recebeu em dezembro do ano passado dos chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE). O instrumento será incorporado ao orçamento da UE.

Centeno ainda disse que, apesar dos avanços, há muito trabalho a ser feito. “Mais trabalho é definitivamente necessário para definir as fontes apropriadas de financiamento. Continuaremos a explorar opções a nível político”. Segundo ele, o tamanho do orçamento será decidido pelos líderes dos países membros da UE no final do ano.

O ministro de Finanças da França, Bruno Le Maire, um defensor da iniciativa, celebrou o acordo. “Temos um orçamento da zona do euro. Ele será operacional de 2021”, disse. “Pra mim, isso é uma minirrevolução”, acrescentou. O ministro de Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, também comemorou, afirmando que foi dado um “passo decisivo” no orçamento da zona do euro.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com