EUA vão liderar crescimento de oferta global de petróleo, diz AIE

11/03/2019 16:31:31

Por: Cristiana Euclydes / Agência CMA

Barris de petróleo. (Ian Burt/Flickr)

São Paulo – Os Estados Unidos devem liderar o crescimento global da oferta de petróleo nos próximos cinco anos, enquanto nenhum pico na demanda de petróleo é esperado, de acordo com um relatório da
Agência Internacional de Energia (AIE).

“Os Estados Unidos responderão por 70% do aumento total da capacidade global até 2024, somando um total de 4 milhões de barris por dia (bpd). Isso segue um crescimento espetacular de 2,2 milhões de bpd em 2018”, diz a AIE. Segundo a agência, o país se transformou em um grande exportador em menos de
uma década, algo sem precedentes, devido à capacidade do setor de petróleo não convencional do país de responder rapidamente aos sinais de preços, aumentando a produção.

“Isso abalará os fluxos internacionais de comércio de petróleo e gás, com profundas implicações para a geopolítica da energia”, de acordo com o diretor executivo da AIE, Fatih Birol. “A segunda onda da revolução do petróleo não convencional dos Estados Unidos está chegando”, destacou ele.

Segundo a AIE, a oferta também deve crescer em outros países não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), como o Brasil, a Noruega e a Guiana. Dentro do cartel, o Iraque deve conduzir o crescimento da produção. “O aumento terá que compensar as perdas acentuadas do Irã e da
Venezuela, bem como uma situação ainda frágil na Líbia”, diz a agência.

Com relação à demanda global, o crescimento deve diminuir, com a desaceleração da China, mas ainda deve registrar uma média anual de alta de 1,2 milhão de bpd até 2024. “A AIE continua a não ver pico na demanda de petróleo, pois os petroquímicos e o combustível de aviação continuam sendo os principais impulsionadores do crescimento, particularmente nos Estados Unidos e na Ásia, mais do que compensando a desaceleração da gasolina devido a ganhos de eficiência e carros elétricos”.

Deixar um comentário