EUA manterão pressão se Coreia do Norte cancelar reunião

16/05/2018 12:16:34

Por: Cristiana Euclydes / Agência CMA

Representantes da Coréia do Norte na área residencial da Vila Olímpica dos Jogos Rio 2016 (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

São Paulo – Os Estados Unidos vão continuar sua campanha de pressão máxima contra a Coreia do Norte caso o país cancele a reunião entre o líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prevista para o dia 12 de junho, em Singapura.

“Como o presidente disse várias vezes, estamos preparados para nos encontrar. Se isso acontecer, será ótimo. Se não, vamos ver o que acontece”, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, em entrevista à rede de notícias “Fox News”.

“Ainda estamos esperançosos de que a reunião vai acontecer e continuamos seguindo este caminho, mas ao mesmo tempo sabemos que estas seriam negociações duras e o presidente está pronto se a reunião acontecer. Se não, vamos continuar nossa campanha de pressão máxima que está em andamento”, acrescentou.

Mais cedo, a Coreia do Norte ameaçou cancelar a reunião entre Kim e Trump caso Washington continue pressionando para que Pyongyang desista unilateralmente de suas armas nucleares, e diante da retomada de exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul na região. A Coreia do Norte também cancelou uma reunião agendada para hoje com autoridades da Coreia do Sul.

Edição: Pâmela Reis (pamela.reis@cma.com.br)

 

Deixar um comentário