EUA afirmam que caça da Venezuela ameaçou aeronave norte-americana

Aviões militares norte-americanos em treinamento (Foto: Sargento Jimmie D. Pike / Força Aérea EUA)

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – Os Estados Unidos afirmaram que um caça da Venezuela ameaçou “de forma agressiva” um avião de inteligência norte-americano que sobrevoava áreas internacionais na região do Caribe como parte de exercícios de rotina.

Segundo o Comando Sul dos Estados Unidos, unidade do Departamento de Defesa do país localizada em Miami, na Flórida, o caça venezuelano SU-30, de fabricação russa, chegou à uma distância insegura do EP Aries II dos Estados Unidos no espaço aéreo internacional sobre o Mar do Caribe em 19 de julho, “ameaçando a tripulação e a aeronave”.

De acordo com a nota, “os Estados Unidos conduzem rotineiramente missões de detecção e monitoramento reconhecidas e reconhecidas em âmbito multinacional na região, a fim de garantir a segurança de nossos cidadãos e de nossos parceiros”.

Os Estados Unidos acusaram ainda o regime de Nicolás Maduro de “continuar a violar as leis internacionalmente e demonstrar seu desprezo pelos acordos internacionais”. Por fim, afirmaram que a ação também “demonstra o apoio militar irresponsável da Rússia ao regime ilegítimo de Maduro”.

O Ministério de Defesa da Venezuela disse em comunicado que a aeronave norte-americana entrou em seu espaço aéreo sem notificação. “As Forças Armadas da Venezuela continuarão a manter uma vigilância rigorosa em todas as nossas áreas geográficas e atuará com a mesma força em face de qualquer situação anormal que contrarie o direito internacional ou que tente violar nossa soberania”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com