Estados Unidos vão esperar para ver próximos passos do Irã, diz Pompeo

Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo. Foto: State Department photo/ Public Domain

São Paulo – O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse que vai esperara para ver quais serão as ações do Irã daqui para frente, após o país anunciar sua retirara de partes do acordo nuclear assinado em 2015 com diversas potências mundiais, e sinalizar que pode aumentar seu enriquecimento de urânio.

“Vamos esperar para ver as ações do Irã”, uma vez que o país faz muitas ameaças, disse Pomepo, em coletiva de imprensa conjunta com o secretário de Estado britânico, Jeremy Hunt, ao ser questionado sobre a imposição de novas sanções econômicas a Teerã.

Para o secretário, a decisão do Irã significa que o país quer avançar em seu programa nuclear, e os Estados Unidos vão trabalhar com seus parceiros para garantir que isso não aconteça. “Vamos combater juntos as ameaças do Irã”, disse. Mais cedo, o Irã afirmou que não se compromete a respeitar os limites para enriquecer urânio.

Sob o acordo nuclear – assinado em 2015 entre os Estados Unidos, Irã, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China – Teerã concordou em reduzir seu programa nuclear em troca do alívio de sanções econômicas. Em maio do ano passado, porém, o presidente norte-americano, Donald Trump, retirou o país do pacto e reimpôs sanções. Os países europeus permanecem no acordo.

Na coletiva de imprensa, ao ser questionado sobre a sobrevivência do acordo, Hunt disse que o pacto é uma conquista para diplomacia do Ocidente. “A decisão do Irã é um retrocesso enorme para a região”, disse ele, acrescentando que a medida pode aumentar as tensões no Oriente Médio, uma vez que seus vizinhos também podem buscar armas nucleares.

Segundo Hunt, romper o acordo trará consequências ao Irã. “Apelamos que o Irã reconsidere sua decisão”. Por fim, Hunt disse que se o Irã mantiver seus compromissos, o Reino Unido também fará isso.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com