Estados Unidos iniciam processo formal para novas taxas a produtos da China

Foto: futureatlas.com/Flickr

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O Escritório de Representação Comercial dos Estados Unidos iniciou ontem o processo formal para adotar novas taxas de 25% a cerca de US$ 300 bilhões em bens chineses, seguindo as orientações do presidente do país, Donald Trump.

Em comunicado, o escritório disse que fará uma audiência pública sobre esta proposta no dia 17 de junho, e terá mais uma semana para consultas públicas, levando a data para uma provável aplicação das novas taxas para 24 de junho.

Segundo o escritório, a lista de bens chineses que podem ser taxados inclui “produtos atualmente não cobertos por ações nesta investigação”, de atos, políticas e práticas do governo da China relacionado à transferência de tecnologia, propriedade intelectual e inovação.

A lista de produtos proposta exclui produtos farmacêuticos, insumos farmacêuticos, produtos médicos selecionados, materiais de terras raras e minerais críticos, diz a nota. “Exclusões de produtos concedidas pelo representante comercial em parcelas anteriores desta investigação não serão afetadas”.

Ontem, Trump disse que nenhuma decisão havia sido tomada sobre a adoção de tarifas adicionais aos bens chineses, e confirmou que vai se encontrar com o presidente chinês, Xi Jinping, na reunião do G-20 (grupo que reúne economias mais industrializadas e países emergentes) no Japão, em junho.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com