Emprego na indústria paulista tem melhor outubro desde 2010, aponta Fiesp

10/11/2017 14:18:02

Por: Flavya Pereira / Agência CMA

São Paulo – O nível de emprego na indústria paulista subiu 0,11% em outubro ante setembro diante da geração de 2,5 mil
postos de trabalho no período, segundo dados sem ajuste sazonal da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp). É o melhor resultado para o mês desde 2010, quando a variação foi positiva em 0,02%.

Com o ajuste, o resultado teve leve recuo de 0,02% no confronto mensal. Já no acumulado do ano até o mês passado, o setor criou 9 mil vagas, o que representa alta de 0,42%. Já em 12 meses, foram encerrados 53,5 mil postos de trabalho, recuo de 4,52% sem ajuste.

O resultado positivo, também apresentado em setembro, indica recuperação da atividade da indústria paulista, avalia o diretor titular do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da federação do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Paulo Francini. “Apesar de ainda estar em baixa intensidade, essa recuperação é persistente”, comenta o diretor.

O aumento de postos de trabalho em outubro foi influenciado pela abertura de 2 mil vagas na indústria de máquinas e equipamentos, seguido pela criação de 969 postos em confecção de artigos do vestuário e acessórios. Em contrapartida, a indústria de couros e calçados encerrou 778 empregos, seguida por produtos têxteis, com o fechamento de 492 vagas.

No desempenho acumulado do ano, o resultado positivo foi impulsionado pela elevação de 9,44% no nível de emprego no setor de coque, petróleo e combustíveis, seguido por alta de 3,56% nas vagas em produtos de borracha e material plástico. Na outra ponta, a queda de 8,40% no setor de impressões e reprodução de gravações pesou negativamente.

Entre os 22 setores acompanhados pela pesquisa para outubro, oito ficaram no positivo, outros três setores seguiram estáveis ao repetir o resultado do mês anterior e 11 fecharam postos de trabalho no período.

Edição: Eliane Leite (e.leite@cma.com.br)

Deixar um comentário