Eleições presidenciais na Venezuela serão em 22 de abril

08/02/2018 15:55:21

Por: Julieta Marino / Agencia CMA Latam

Presidente venezuelano, Nicolás Maduro (Foto: Governo da Venezuela)

Buenos Aires, 8 de fevereiro de 2018 – As eleições presidenciais da Venezuela serão no próximo dia 22 de abril, disse a presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Tibisay Lucena, em meio a um clima de discórdia entre o governo e a oposição.

“O Conselho Nacional Eleitoral tem estado em sessão permanente, desde segunda-feira, analisando as datas e trabalhando em diferentes cenários e cronogramas. Hoje decidimos e convocamos as eleições presidenciais para o dia 22 de abril de 2018”, disse Lucena, em coletiva de imprensa.

O governo deu por fechado um pré-acordo alcançado na semana passada, que prevê eleições em 22 de abril, mas a oposição não assinou o pacto. Ao invés disso, entregou uma proposta final na qual exige o fim da inabilitação política de Henrique Capriles e Leopoldo López, este em prisão domiciliar, e a legalização de partidos como La Mesa da Unidade Democrática (MUD), para participarem dos comícios.

O porta-voz da oposição nas negociações, Julio Borges, considerou insólito que o governo não tenha sido comparecido na reunião de ontem e não tenha sequer recebido a proposta de acordo com as observações que apresentaram.

Maduro, por sua vez, disse que “se a oposição não quer participar e quer sabotar [as eleições], nós vamos lhes dar uma lição com mais de 10 milhões de votos”. Segundo ele, “com a oposição o sem ela, triunfaremos nas eleições presidenciais”.

Em paralelo, tanto o Secretário de Estado de Estados Unidos, Rex Tillerson, como o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmaram esta semana que é impossível para muitos países democráticos, como os do Grupo de Lima, reconhecer qualquer resultado as eleições venezuelanas.

Tradução: Cristiana Euclydes

Cristiana Euclydes / Agência CMA

 

Deixar um comentário