ELEIÇÕES 2018: Intenção de voto em Bolsonaro sobe de 23% a 26% na XP/Ipespe

14/09/2018 11:15:51

Por: Eliane Leite / Agência CMA (e.leite@cma.com.br)

Jair Bolsonaro

O deputado Jair Bolsonaro. (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)

São Paulo – As intenções de voto no candidato à Presidência Jair Bolsonaro cresceram de 23,0%, na semana passada, para 26,0% na pesquisa do Ipespe a pedido da XP Investimentos realizada entre segunda-feira (10) e quarta-feira (12).

O candidato Ciro Gomes (PDT) aparece em segundo lugar, com 12,0% das intenções de voto, seguido pelo petista Fernando Haddad (10,0%), pelo peessedebista Geraldo Alckmin (9,0%) e a candidata da Rede, Marina Silva (8,0%).
Com exceção de Alckmin que manteve os 9,0% da semana passada e Marina, cujas intenções de voto caíram 3 pontos percentuais (pp), os demais oscilaram dentro da margem de erro de 2 pp.

Nesse cenário, somados os percentuais de votos brancos e nulos e daqueles que não sabem em quem votar, houve queda de 27,0% para 23,0%. Esses percentuais de voto consideram a comparação dos cenários em que Fernando Haddad é o candidato do PT, já que na terça-feira o partido optou pela substituição do ex-presidente Lula na corrida presidencial, após a rejeição do TSE ao seu registro de candidatura.

Na intenção de voto espontânea, no entanto, o número de brancos, nulos e indecisos salta para 47,0% – 32,0% brancos e nulos e 15,0% ainda não sabem em quem votar. Nesse caso, Bolsonaro tem 20,0% das intenções de votos,
seguido de Lula (9,0%), Ciro Gomes (6,0%), Fernando Haddad (5,0%) e Geraldo Alckmin (4,0%). Marina Silva aparece apenas com 2,0% dos votos. A pesquisa ouviu 2 mil pessoas.

APOIO DE LULA

No cenário em que o candidato do PT aparece com o apoio de Lula, ele assume o segundo lugar na pesquisa com 16,0% da intenção de votos, de 14,0% antes, atrás de Bolsonaro, que subiu de 20,0% para 23,0%. Ciro aparece em terceiro com
11,0% dos votos, de 10,0% antes, seguido de Alckmin, que subiu de 8,0% para 9,0%, e Marina Silva, que caiu de 8,0% para 6,0%. Nesse cenário, o percentual de brancos e nulos caiu de 22,0% para 19,0% e o de indecisos, de 6,0% para 4,0%.

Na análise de migração de votos dos eleitores do ex-presidente Lula (no levantamento espontâneo), 48,0% dizem que votariam em Fernando Haddad; 11,0% em Ciro; 5,0% em Alckmin e 4,0% em Marina Silva. 23% dizem que podem votar branco ou nulo e 3,0% não sabem em quem votar.

REJEIÇÃO

No nível de rejeição, Marina Silva lidera com 64,0%, seguida de Alckmin, com 60,0%, Bolsonaro e Haddad, com 57,0% cada, Ciro Gomes, com 56,0%, e Álvaro Dias, com 49,0%.

Deixar um comentário