ELEIÇÕES 2018: Bolsonaro diz que não irá prejudicar governos eleitos do PT

04/10/2018 13:00:42

Por: Priscilla Oliveira / Agência CMA

Brasília – O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que eventuais governos estaduais comandados pelo Partido dos Trabalhadores (PT) não serão prejudicados se ele for eleito para o Planalto. Os comentários foram feitos em entrevistas nesta manhã para a Rádio Jornal do Commercio de Pernambuco.

“Não estar afinado com o governador não pode prejudicar toda população. Isso não faz parte da união dos povos que eu sempre preguei. Se eleger um governador do PT não tem problema nenhum. Menos Brasília e mais Brasil”, declarou.

O candidato também criticou o candidato do PT, Fernando Haddad e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Veja como Haddad administrou a prefeitura de São Paulo. Ele foi tão mal que na reeleição ele perdeu no primeiro turno para o João Doria. Agora está servindo a uma pessoa que tinha tudo para ser um grande presidente, mas enveredou para outro caminho. Lamento, mas está colhendo o que plantou. Foi a maior corrupção do mundo e aí falta dinheiro para outras áreas como a saúde e a educação”.

Bolsonaro também se defendeu da acusação de ser homofóbico e pregar essa cultura. Segundo ele “os homossexuais têm que ser felizes” e o que o discurso dele prega é a não adoção de cartilhas e materiais que mostram casais homossexuais nas escolas. Segundo ele, cartilhas deste tipo chegaram a ser distribuídas em colégios no Nordeste.

“Em 2010 descobri que estavam lançando o kit gay. Para combater a tal da homofobia queriam colocar na escola esse tipo de material de homens se beijando. Crianças de 6, 7 anos têm que ir para escola aprender história, geografia, e não sexo. Minha bronca é contra esse tipo de material escolar. O pai não quer que o filho aprenda a fazer sexo. Combato isso. A menina que gosta de outra menina tem mais que ser feliz. Cada um depois da idade é dona de si, vai cuidar da sua vida. Agora para criancinha não dá”.

Edição: Gustavo Nicoletta ([email protected])

Deixar um comentário