Economia perde 43.196 empregos formais em março

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – Depois de ter criado 173.139 empregos em fevereiro, a economia brasileira perdeu 43.196 postos de trabalho em março. O resultado é o mais fraco desde dezembro e representa o pior desempenho para um mês de março desde 2017, de acordo com dados sem ajuste do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Em março, houve 1.261.177 admissões e 1.304.373 demissões, com crescimento do número de trabalhadores formais em três dos oito setores econômicos. A expansão foi observada nos segmentos de Serviços (4.572), Administração Pública (1.575) e Extrativa Mineral (528).

Os setores que fecharam vagas foram Comércio (-28.803), Agropecuária (-9.545), Construção Civil (-7.781), Indústria de Transformação (-3.080) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (-662).

No primeiro trimestre, a economia acumula a criação de 179.543 empregos, e em 12 meses foram gerados 472.117 postos de trabalho.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com