Debate sobre moeda única no Mercosul foi só um primeiro passo, diz Bolsonaro

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro disse que os comentários do ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito de uma moeda única para o Mercosul, o chamado “peso real”, vieram após uma discussão inicial sobre o assunto com a Argentina que foi apenas “o primeiro passo” nesta direção.

O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

“Paulo Guedes nada mais fez do que dar o primeiro passo para um sonho de uma moeda única na região do Mercosul. Como aconteceu o euro lá atrás, pode acontecer o peso real aqui”, disse ele em entrevista coletiva na Argentina.

A criação de uma moeda única na União Europeia exigiu que os países que aderiram à proposta aceitassem respeitar certos parâmetros econômicos de forma a permitir o funcionamento de uma política monetária única para os países que hoje usam o euro.

Eles precisam, por exemplo, manter o déficit nas contas públicas dentro de um limite pré-estabelecido – até 3% do Produto Interno Bruto (PIB). Isso tem sido motivo de controvérsia porque limita a possibilidade de estímulos fiscais nas nações que passam por situações econômicas difíceis – caso da Itália, por exemplo.

Em 2018, o déficit nominal nas contas públicas brasileiras foi de 7,1% do PIB, enquanto na Argentina essa taxa foi de 5,2%. No Uruguai, outro integrante do Mercosul, o saldo negativo foi de 2,9% do PIB, e no Paraguai de 1,3% – indicando que a convergência poderia levar tempo.

Outro problema que ainda não foi corrigido na eurozona é a necessidade de integração do sistema bancário. Com uma moeda só, o fluxo financeiro no bloco se intensificou, assim como a ligação entre os bancos e as dívidas
soberanas da região, de forma que uma crise em um país fica mais fácil de se disseminar para além das fronteiras.

Também tornou-se motivo de preocupação durante a crise da Grécia a fuga de depósitos do país para outras nações da eurozona com a economia mais sólida, como a Alemanha, visto que os correntistas tinham receio de perderem o próprio dinheiro caso a crise grega se agravasse.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com