Coreia do Norte tem um potencial enorme, diz Trump

Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e presidente dos Estados Unidos, Donald Trump/ Foto: Divulgação

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que espera realizar um novo encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, em breve, e retomar as negociações com o país, uma vez que eles já têm uma boa relação.

“A Coreia do Norte tem um enorme potencial”, disse durante encontro com o presidente da Coreia do Sul, Monn Jae in. “O país possui uma ótima localização, e está próximo da China, da Rússia e da Coreia do Sul”.

Trump disse ainda que espera realizar logo um terceiro encontro com Kim, para retomar as negociações para um acordo nuclear. “Espero que um terceiro encontro acontece em breve. Acho que coisas boas vão acontecer”, disse.

O último encontro entre Trump e Kim aconteceu no fim de fevereiro, no Vietnã. O encontro, porém, foi considerado por muitos como decepcionante, uma vez que um acordo não foi assinado entre os países. Trump, no entanto, disse que “não tem pressa porque quer entregar um bom acordo”. “Quero algo apropriado”, afirmou.

O presidente norte-americano agradeceu o apoio da Coreia do Sul nas negociações com o país norte-coreano, e disse que tem aumentado a relação com o país. “A relação nunca foi melhor, está em base pessoal, e eu acho que isso vai continuar por um logo tempo”.

O presidente Moon Jae in, por sua vez, também afirmou que a relação não poderia ser melhor, e agradeceu o esforço dos Estados Unidos para solucionar a questão na península coreana. “Depois que você se encontrou com Kim, testemunhamos uma mudança tremenda na política na península coreana, e vimos que a tensão militar diminuiu. Estávamos em uma situação precária. Desde que você começou uma parcela diplomática, vimos uma redução da tensão”, afirmou, se dirigindo a Trump.

Além da Coreia do Sul, Trump agradeceu os esforços da Rússia e da China na fronteira com a Coreia do Norte. “Poucas pessoas sabem, mas eles tiveram um importante papel na fronteira dos países coreanos, e eu quero agradecê-los por isso”, disse.

Quando questionado sobre as sanções impostas contra a Coreia do Norte, Trump disse que vai mantê-las, mas que não deseja impor novas medidas.

“Queremos que a as sanções continuem, não queremos que aumentem, por conta da minha relação com Kim. Eu acho que as sanções que estão num nível justo”, pontuou.