Copom prevê aceleração da inflação em abril ou maio

São Paulo – A ata da reunião de março do Comitê de Política Monetária (Copom), a primeira sob o comando do novo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, trouxe uma antecipação da elevação da inflação nos próximos meses, com a taxa acumulada em 12 meses devendo atingir um pico em torno de abril ou maio deste ano.

Ainda assim, o Comitê avalia que o balanço de riscos para a inflação mostra-se simétrico. Segundo o Copom, a inflação acumulada em 12 meses deve recuar e encerrar o ano em torno dos níveis projetados. No cenário com trajetórias para a taxa de juros e de câmbio extraídas da pesquisa Focus, as projeções do Copom situam-se em torno de 3,9% para 2019 e 3,8% para 2020.

Os membros do Copom debateram a evolução dos fatores destacados no balanço de riscos à inflação e apresentaram avaliações e ponderações distintas em relação à evolução de cada risco em separado. No entanto, todos concordaram que o balanço de riscos mostra-se simétrico.

Os membros do Comitê reiteraram, então, que a melhor forma de manter a trajetória da inflação em direção às metas é de conduzir a política monetária com cautela, serenidade e perserverança. Eles ressaltaram, entretanto, que a consolidação do cenário favorável no médio e longo prazos à inflação depende do andamento das reformas e ajustes à economia.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com