Copom corta juros em 0,50 pp; mercado previa corte menor

Por Priscilla Oliveira

Brasília – O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) fez um corte de 0,5 ponto percentual (pp) na Selic (taxa básica de juros), levando a taxa a 6,0% ao ano (aa). A decisão rompeu um ciclo de estabilidade da taxa em 6,5% que durou 10 reuniões e teve início em março do ano passado.

Comitê de Política Monetária (Copom). (Foto: Beto Nociti/BCB)

No termômetro CMA, oito instituições apostavam na queda de 0,5 pp da taxa Selic. Outras 14 apostavam em queda de apenas 0,25 pp e cinco apostavam em estabilidade.

A decisão foi unânime, com os votos dos nove membros do comitê – o presidente Roberto Oliveira Campos Neto e os diretores Bruno Serra Fernandes, Carlos Viana de Carvalho, Carolina de Assis Barros, João Manoel Pinho de Mello, Maurício Costa de Moura, Otávio Ribeiro Damaso, Paulo Sérgio Neves de Souza e Tiago Couto Berriel.

Para a especialista Patrícia Pereira, da Mongeral Aegon Investimentos a queda de 0,5 pp reflete o bom andamento da reforma da Previdência no Congresso Nacional, a expectativa da reforma ser seguida pela reforma Tributária, o balanço de riscos ter se tornado simétrico e a inflação estar sob controle.

“O teste foi vencido, além disso o Congresso já começa a tratar da reforma tributária. A agenda econômica não vai parar na previdência. Esse risco foi vencido. Não se vê sinais de que a inflação possa voltar”, afirmou Patrícia.

A economista prevê mais dois cortes de 0,5 pp até o fim do ano, encerrando assim o ciclo de cortes. “Esperamos fechar o ciclo com cortes de 150 pp. A ideia é sensibilizar em 2020, esperado que atividade reaja, não sendo mais necessários estímulos em 2019”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com