Conversibilidade do real facilitaria internacionalização da moeda, diz Moody´s

Por Leandro Tavares

São Paulo – A agência de classificação de risco Moody’s disse que a proposta do Banco Central (BC) de permitir a abertura de contas em reais no exterior e contas em dólar no Brasil facilitaria a internacionalização da moeda.

Segundo a VP senior da agência, Samar Maziad, a conversibilidade do real é um processo de longo prazo e teria impacto imediato limitado sobre a vulnerabilidade externa do Brasil. Além disso, facilitaria o comércio regional e apoiaria a internacionalização da moeda.

“Se a conversibilidade aumentará ou não a vulnerabilidade externa dependerá, em última análise, da manutenção de uma taxa de inflação baixa e estável e necessidades limitadas de captação externa”, diz Maziad.

Ontem, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, anunciou a proposta como forma de melhorar a economia. Para ele, a legislação cambial do Brasil é muito antiga, está obsoleta, já que foi formulada entre os anos de 1920 e 1950.

Campos Neto explicou que o objetivo é adaptar o arcabouço legal do câmbio para preparar o terreno para a conversibilidade. Porém, ele destacou que este é um projeto de longo prazo e que até que seja possível ter uma conversibilidade total ainda são necessárias medidas de simplificação do câmbio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com