Contração da economia argentina será maior do que previsto este ano, diz FMI

Por Julieta Marino

Buenos Aires – O Fundo Monetário Internacional (FMI) ajustou a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina, passando de uma contração de 1,2% esperada para 2019 em seu relatório de abril para
retração de 1,3%, segundo o relatório de julho, publicado pelo Diretor do
Departamento do Hemisfério Ocidental, Alejandro Werner.

Foto: Jorge Girao / FreeImages.com

Para 2020, a projeção do PIB foi ajustada de 2,2% para 1,1%, dado que a inflação tem sido mais persistente, as taxas de juros reais deverão permanecer em níveis mais altos por mais tempo, o que explica a revisão de queda do crescimento.

No entanto, o organismo considerou que a economia está se recuperando gradualmente da recessão do ano passado, e prevê que a inflação continue desacelerando. “A incerteza foi diminuída, e mais recentemente a inflação começou a desacelerar uma vez que a atividade econômica se recupera”, disse o FMI.

A recuperação em 2020 acontecerá graças à retomada da produção agrícola e ao restabelecimento gradual do poder de compra dos consumidores, após a queda dos salários reais no ano passado.

Tradução: Carolina Pulice

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com