Contingenciamento incomoda Bolsonaro, diz ministro

Por Álvaro Viana

Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro visita o Centro Integrado de Inteligência e Segurança Pública da Região Sul em Curitiba (PR). (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Brasília – O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro “falou a verdade” em conversa com líderes partidários na terça-feira, e que estaria “desconfortável sim” com o contingenciamento feito na Pasta da Educação.

O líder do PSL, Delegado Waldir (PR), afirmou que nessa conversa Bolsonaro teria ligado para o ministro da Educação a fim de recuar nos cortes ao orçamento da Pasta. Weintraub explicou dizendo que deputados “ouviram o presidente falar, mas não me ouviram, que estava do outro lado”. Com isso, segundo a versão de Weintraub, os líderes teriam entendido que não haveria mais corte na Pasta.

Segundo o ministro, a confusão houve entre os termos “corte” e “contingenciamento”. Na ocasião, Weintraub teria afirmado que haveria contingenciamento na Pasta. “Ministro da Economia que faz, eu tenho que me adequar. Simplesmente não deu pra escutar a minha versão”, explicou.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com